Como funciona o Pic Pay: pagamentos via cartão sem maquininha

Entre as diversas opções de máquinas de cartão disponíveis no mercado, grande parte dos comerciantes tem ficado em dúvida sobre qual delas possui o melhor custo benefícios e qual seria a melhor escolha para aumentar o número de vendas. A partir dessa necessidade de facilidade nos pagamentos, diminuição de custos e comodidade para o consumidor, uma startup de Espírito Santo apostou no lançamento de um aplicativo que funciona como uma carteira virtual, onde podem ser feitas transferências para contas de pessoas físicas e efetuar pagamentos de contas em estabelecimentos credenciados.

A proposta é bastante interessante e diferente, pois não se trata de um simples internet banking. Basta baixar o aplicativo e se cadastrar com alguns dados pessoais e informações sobre o cartão de crédito. O pagamento é feito sem que você precise estar com seu cartão ou andar com dinheiro físico no bolso.

Como utilizar o PicPay

Para o usuário comum, começar a utilizar o aplicativo é algo bastante simples. Basta baixar o app que está disponível para Android e iOS, oferecer alguns dados pessoais e informações sobre o cartão de crédito a ser utilizado como forma de pagamento. Atualmente, é possível cadastrar todos aqueles que possuem as bandeiras Visa e MasterCard. Para o consumidor, o aplicativo é totalmente gratuito e não é cobrada nenhuma taxa extra pela utilização do serviço. É só baixar e começar a usar na rede credenciada.

Também é possível receber pagamentos de outras pessoas, basta que eles possuam seu número de telefone na rede de contatos. O valor que for transferido para sua carteira virtual da PicPay pode ser utilizado em novas compras, como uma espécie de função de débito, ou pode ser transferido para uma conta bancária, sem nenhum custo extra pela transação. O valor será depositado em até 48 horas úteis.

Pic Pay no celular

Pic Pay no celular

PicPay PRO – a versão para estabelecimentos

Os comerciantes que quiserem utilizar essa forma de pagamento em seus estabelecimentos precisam se cadastrar de uma forma diferente, para que seja possível fazer a venda por meio de cartão de crédito e não só transferência de valores entre contas. A proposta da PicPay é que essa seja uma forma de receber pagamentos sem usar as famosas maquininhas de cartão. Não é preciso pagar mensalidade, aluguel ou taxa de adesão. O único custo que o profissional irá ter é pelo fado de que0 é cobrada uma taxa de 4,89% sobre o valor de cada venda.

Para se cadastrar dessa forma, não basta baixar o aplicativo comum. É preciso acessar a página da empresa para fazer a solicitação. Forneça o e-mail, telefone de contato e segmento de atuação. Assim, será enviado um link especial para download e cadastro de sua empresa no sistema.

As vantagens do uso do PicPay

Além de oferecer o aplicativo sem custo algum, há algumas vantagens para o comerciante que optar por usar o PicPay como forma de pagamento. O cliente poderá parcelar suas compras em até 12 vezes sem juros no cartão, sem custo adicional para o estabelecimento. A quantia é depositada na hora na carteira virtual da empresa, para que o empresário possa transferir para a conta bancária ou realizar compras em outros estabelecimentos credenciados, se preferir.

Além disso, todos os processos são extremamente simples de serem executados. A interface do aplicativo é de fácil uso e há diversas ferramentas auxiliares que facilitam o entendimento, se necessário.

O PicPay é confiável?

PicPay

PicPay

O PicPay ainda não conquistou os comerciantes. Apesar de já haver mais de 100 mil usuários cadastrados na plataforma, a maior parte dos empresários ainda não utiliza essa ferramenta como forma de pagamento, o que dificulta a ampliação do público também.

No site Reclame Aqui, por exemplo, que é utilizado por consumidores que compartilham suas experiências com empresas, o aplicativo é avaliado como “regular”, pois tem gerado dor de cabeça para alguns usuários, principalmente por problemas técnicos. Apesar de obter 100% das reclamações atendidas, o PicPay mantém um índice de solução de problemas de 64% e apenas cerca de 60% dos usuários afirmam voltariam a usar a plataforma.

Comentários
  1. junior
  2. Josmar
    • adminpass
  3. davi
    • Luciana
  4. Carolina Kavalieris
  5. Tay
    • Aline
    • Gesica
  6. Janine Amorim
    • Beatris Batista
  7. Eunice dos Santos
  8. Juliano
  9. Nilton
    • adminpass
  10. Alissandra Carvalho
  11. Januário Alves de Lima

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *