Autônomo e MEI: veja qual pode ser a melhor e mais barata máquina para cartão

Se você é autônomo (artesão, manicure, prestador de serviços, revendedora de produtos e etc.) ou até mesmo um MEI (Microempreendedor Individual), e deseja passar cartão de crédito ou débito, você precisa pesquisar bem antes de contratar uma máquina. Infelizmente, receber cartões pode ter um custo bem alto que precisa ser muito bem avaliado para não impactar seus negócios.

Um autônomo ou pequeno empreendedor deve pensar em todas as despesas mensais e anuais que terá ao oferecer seus clientes o método de pagamento através da maquininha de passar cartão. As opções são inúmeras, existem vários tipos de maquininhas e vários fornecedores de serviço.

Como saber qual é a melhor opção?

Usaremos o custo benefício como fator de maior importância na escolha da melhor opção para o profissional autônomo. Isso porque as melhores maquininhas são aquelas que passam uma maior quantidade de bandeiras, um autônomo ou microempreendedor deve pensar que quanto mais bandeiras sua maquininha aceitar, menor será o risco de não ser aceito o cartão de um de seus clientes.

Há maquininhas que necessitam de pagamento de aluguel, e outras que você compra a maquininha e pode parcelar em até doze vezes. Essa opção de compra da maquininha é interessante porque após o pagamento, a maquininha já é sua e você só paga a taxa de administração.

Para conseguir escolher a melhor opção é muito importante entender qual é o seu faturamento, mesmo sendo AUTÔNOMO. Depois disso, tente fazer um orçamento de quanto poderá receber mensalmente em sua maquininha em cada uma das modalidades.

Qual melhor leitora cartão autônomo pequeno negócio

Um pequeno negócio possui características próprias, a leitora de cartão escolhida poderá fazer uma grande diferença.

Vamos entender quais são as modalidades que você, AUTÔNOMO, poderá receber após a instalação de sua máquina:

  • Débito: Pagamento á vista.Você receberá em um dia útil na sua conta.
  • Crédito a Vista: Pagamento para trinta dias.
  • Crédito a Prazo: Pagamento parcelado.Você só receberá no vencimento das parcelas.

Qual é seu o fluxo médio mensal? Exemplo:

Voltamos a dizer que é muito importante saber qual será o seu fluxo de pagamento. Mesmo sendo autônomo, você pode tentar estimar as suas vendas fazendo um estudo das últimas negociações feitas com seus clientes. Para ficar mais fácil, veja neste exemplo como pode ser o fluxo de um autônomo ou MEI:

Valor total de recebimento por mês: R$ 5.000,00

  • Recebimentos em dinheiro no mês: R$ 1.000,00
  • Cartão de débito: R$ 1.000,00
  • Cartão de crédito á vista: R$ 2.000,00
  • Cartão de crédito parcelado: R$ 1.000,00

Agora vamos ver o quanto ganharia no ano:

Total: R$ 60.000,00 (Sessenta mil reais) das quais:

Em dinheiro: R$ 12.000,00 (Doze mil reais)
Em cartão: R$ 48.000,00 (Quarenta e oito mil reais)

Como comparar as principais Máquinas de Cartão

Fizemos um cálculo para ver o quanto uma empresa ou autônomo que tem um faturamento próximo de sessenta mil reais ao ano iria gastar com maquininha de cartão. Vamos incluir a aquisição da máquina + taxas de desconto sobre as vendas de cada uma das empresas abaixo:

vantagens Pagseguro moderninha autônomos microempreendedores

Em comparações com outras máquinas cotadas, a moderninha apresenta vantagens para pequenos negócios e autônomos.

Valor total gasto com maquininha no primeiro ano (Valores referentes ao ano de 2015):

  • ELAVON; R$ 2808,00
  • BIN: R$2615,00
  • CIELO: R$ 2238,00
  • PAG SEGURO/Moderninha:  R$ 2212,80
  • REDE –  Fixa:  R$ 2250,00,00
  • REDE – Móvel: R$ 3220,00

A maquininha mais barata para um faturamento médio de 60.000,00 reais parece ser a Moderninha, do PagSeguro/UOL. O custo total calculado foi de R$2212,80 no primeiro ano. No segundo ano, você deixa de pagar as parcelas da maquininha. Isso porque a máquina não é alugada e sim comprada, o que gerará ainda mais economia.

Atenção:

Os valores citados não são pagos de uma vez só. Eles são parcelados/divididos e distribuídos pelos meses. Esta foi apenas uma simulação com faturamento médio. O volume de vendas pode influenciar diretamente na conta. Além disso, muitas outras empresas não divulgam seus custos, então estão fora da lista.

Os valores de taxas e de aluguel podem ser negociados com as credenciadoras de acordo com seu faturamento/fluxo de vendas ou negociação no caso de você atuar como autônomo sem comprovação de rendimentos.

Comentários
  1. Cliente REDE
    • adminpass
  2. Joao Savio Corgosinho junior
    • Elizete
  3. Ety
    • adminpass
  4. carlos
    • adminpass
  5. Tarcio Guedes
    • adminpass
  6. Bruno
    • Flávio
  7. Solange
    • Flávio
  8. Maria das Dores
    • Flávio

Deixe sua mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *